Meu Carrinho

Fechar

Diferença: vinho seco, meio seco, suave e doce

É provável que você já tenha ouvido falar dos termos seco, meio seco, suave e doce, quando o assunto é vinho. Eles se referem à concentração de açúcar contida na bebida e varia de acordo com a legislação de cada país. 

O que determina a quantidade de açúcar residual no vinho é o produtor. Antes da elaboração, já se determina a classificação do rótulo e, para isso, há várias técnicas desde o cultivo da uva até a vinificação. 

Não há nenhuma relação de qualidade com quantidade de açúcar. Ser mais ou menos doce é apenas um estilo do vinho. 

Classificação dos vinhos tranquilos

Seco

O vinho seco é aquele não tem doçura perceptível no paladar. Segundo a legislação brasileira, para ser seco o vinho deve ter até 4 gramas de açúcar por litro. 

Meio seco ou demi-sec

Os exemplares com a classificação meio seco podem apresentar uma certa doçura ou não, já que o espectro de açúcar permitido varia muito. Vai de 4 até 25 gramas por litro. 

Doce ou suave

Doce e suave se referem ao mesmo tipo de vinho: com paladar adocicado de verdade. Os vinhos com mais de 25 gramas de açúcar por litro são considerados doces ou suaves. 

Licoroso

O vinho licoroso não necessariamente será doce, como muita gente acredita. O que o classifica como licoroso é o teor alcoólico entre 14 e 18%. Portanto, pode haver vinho licoroso seco, até 20 gramas de açúcar por litro ou doces, com valores acima disso. 

Classificação dos espumantes

Nature

Até 3 gramas de açúcar por litro.

Extra-brut

Superior a 3 e até 8 gramas de açúcar por litro.

Brut

Superior a 8 e até 15 gramas de açúcar por litro.

Sec ou Seco

Superior a 15 e até 20 g de açúcar por litro.

Demi-sec, Meio doce, Meio seco

Superior a 20 e até 60 gramas de açúcar por litro.

Doce

Superior a 60 gramas de açúcar por litro.