Meu Carrinho

Fechar

Vinhos argentinos

Os vinhos argentinos estão entre os mais apreciados pelos brasileiros, ao lado dos chilenos. Com um caráter mais frutado e muitas vezes leve, os exemplares produzidos nesses nossos vizinhos conquistam principalmente quem está começando no mundo do vinho. 

Os primeiros vinhedos da Argentina foram plantados no século XVI, junto com a chegada dos espanhóis. Porém, apenas no século XVIII que as uvas francesas foram trazidas para o país, inclusive a Malbec, que se tornou a emblemática do terroir argentino. 

Essa variedade francesa, originária do sudoeste da França, especificamente da região de Cahors, próxima a Bordeaux, se adaptou muito bem ao terroir argentino, onde encontrou as condições ideais para maturar perfeitamente e expressar seu potencial máximo. Aliás, os vinhos Malbec que alcançaram fama mundial foram os argentinos, que continuam conquistando paladares mundo afora. 

A Argentina é o país com maior extensão territorial de videiras na América do Sul, sendo um dos grandes produtores do continente. A maior parte dos vinhedos, aliás, é de Malbec. Também têm destaque as tintas Cabernet Sauvignon, Syrah, Merlot, Bonarda, e as brancas Chardonnay, Sauvignon Blanc e Torrontés. 

Saiba mais sobre as principais regiões produtoras da Argentina:

Mendoza

Com uma paisagem de tirar o fôlego, localizada aos pés da Cordilheira dos Andes, Mendoza é a principal região produtora de vinhos da Argentina. É de lá que saem os mais apreciados rótulos produzidos pelos hermanos, produtores de diversos portes que utilizam técnicas tradicionais e modernas de viticultura.  

Salta

Salta está localizada no norte do país, a mil quilômetros de Mendoza, e é conhecida pela elevada altitude. É lá que estão inseridas as vinícolas mais altas do mundo, a 2 mil e 2,3 mil metros de altura. Os dias quentes e as noites frias contribuem para um amadurecimento perfeito das uvas, sobretudo a Torrontés, que corresponde a 90% dos vinhedos da região. 

Patagônia

Com um terroir bem distinto das outras regiões produtoras argentinas, a Patagônia tem se destacado cada vez mais por seus vinhos refrescantes e de alto nível. Localizada a cerca de 650 quilômetros de Mendoza, a região é uma planície baixa com dias quentes e noites frias, o que garante um cultivo ideal de uvas brancas e tintas mais delicadas.