Meu Carrinho

Fechar

Tudo sobre a colheita

Também chamada de vindima, a colheita é um dos processos fundamentais da produção vitivinícola. O momento certo de se fazer a colheita das uvas é uma decisão do enólogo e do viticultor. 

Cada tipo de uva tem um tempo ideal de maturação e colheita. Algumas mais cedo, como a Tempranillo e outras mais tardiamente, como a Cabernet Sauvignon. O primeiro passo para saber quando os frutos devem ser colhidos é medir a concentração de açúcar e aí estabelecer o teor alcoólico do vinho.

Cada grau de álcool deve ter 17 gramas de açúcar. Então, de acordo com o grau alcoólico que se deseja, a quantidade de açúcar deve ser controlada o tempo todo para que os compostos da uva se mantenham equilibrados. 

Tipos de colheita

Existem alguns tipos de colheitas e elas dependem de fatores como o relevo da região, o estilo do vinho e a quantidade de bebida que se espera produzir. A decisão também deve ser do produtor.

A colheita manual, por exemplo, costuma ser realizada em locais com terreno mais acidentado, mas também é a escolha dos enólogos que farão vinhos premium, a partir de vinhedos únicos e vinhas velhas. 

A colheita mecânica é a principal escolha quando se vai produzir uma grande quantidade de vinho, em vinhedos mais planos. É importante ressaltar que o tipo de colheita não é fator determinante para a qualidade do rótulo. Uma colheita automatizada pode ser tão criteriosa quanto a manual, se assim o produtor decidir. 

O cuidado com o qual as uvas são tratadas é o mais importante para uma matéria-prima de alto nível. Inclusive, o horário em que elas são colhidas também interfere nisso. Muitos produtores optam pela colheita noturna pelas temperaturas mais amenas e por preservar a acidez, aromas e sabores naturais dos frutos.  

Comentários

0 Comentários

Deixe seu Comentário