Meu Carrinho

Fechar

Vinhos Verdes

Os vinhos verdes não têm a coloração verde, como muita gente pensa. Eles são brancos, na realidade, e são chamados assim por serem elaborados na Denominação de Origem Controlada homônima, localizada na região de Minho, em Portugal. 

Sendo uma região vitivinícola demarcada, apenas os rótulos produzidos na região de Vinho Verde podem ser chamados de vinhos verdes. Geograficamente, aliás, essa D.O.C é a maior de Portugal e uma das maiores da Europa, sendo também bastante antiga, com demarcação oficial em 1908. 

O terroir de Minho é extremamente propício à elaboração de vinhos leves, aromáticos e com boa acidez, características principais dos famosos vinhos verdes, que tem feito cada vez mais sucesso no verão. 

Mas não é só de brancos tranquilos, sem gás carbônico, que vive a região de Vinho Verde. A denominação de origem também autoriza rosés, tintos e espumantes, além de aguardente vínica e vinagres.

Por que Vinho Verde?

Afinal, por que, então, o nome vinho verde? O nome da região tem várias razões. Uma delas é devido à paisagem de Minho, um verde a se perder de vista. Além disso, o nome tem relação com os rótulos elaborados, com juventude, leveza e frescor predominantes, remetendo ao verde no sentido de jovem.   

Comentários

0 Comentários

Deixe seu Comentário